Caminhões Accelo Mercedes-Benz são os mais produtivos para o segmento VUC (Veículo Urbano de Carga)


Os caminhões Accelo Mercedes-Benz se posicionam, cada vez mais, como os mais produtivos do segmento VUC (Veículo Urbano de Carga) na cidade de São Paulo, destacando-se pela alta capacidade volumétrica e de carga útil e pela permissão de circulação, mesmo em zonas de restrição, respeitando apenas o rodízio de placas.

Com a nova legislação VUC recentemente implantada - que permite um maior comprimento total do veículo, até 7.200 mm, aumentando a capacidade de transporte para empresas e autônomos - a linha Accelo passou a oferecer mais modelos de caminhões, com muitas vantagens e benefícios aos clientes.

“Estamos totalmente preparados para atender à nova legislação VUC com um portfólio ainda maior”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing & Peças e Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Oferecemos aos clientes um completo leque de produtos, nos leves Accelo 815 e 1016, e agora no médio com o novo Accelo 1316 6x2, todos podendo atender o novo VUC de 7.200 mm”.

De acordo com o executivo, os clientes passam então a contar com mais opções na hora de escolher o caminhão leve ou médio que melhor atenda às características e às necessidades específicas de suas atividades de transporte de carga ou distribuição de mercadorias. “Isso só aumenta ainda mais os diferenciais da linha Accelo, que oferece a maior plataforma de carga entre os VUCs, de 5.480 mm de comprimento”, ressalta Leoncini. “Oferecemos até 30 cm a mais em relação aos principais concorrentes, assegurando grande volume e elevada capacidade de carga útil, posicionando os caminhões Accelo como os mais produtivos para essa aplicação”.

Crescimento da participação de mercado em leves e médios

Segundo Leoncini, a nova legislação VUC de São Paulo poderá estimular maior movimentação de negócios para a marca nos segmentos de leves e médios. “Nesse contexto, os caminhões Accelo ganham destaque, porque já são reconhecidos pelos clientes por sua versatilidade de aplicação, força e agilidade no trânsito e flexibilidade para circulação nas cidades, além da melhor relação custo-benefício garantida, em especial, pelo seu trem-de-força robusto e baixo consumo de combustível”, diz o executivo.

O sucesso do Accelo no transporte urbano de cargas e na distribuição de mercadorias tem contribuído para o alcance de melhores resultados para a marca. “Nós lançamos o Accelo 1316 6x2 em outubro do ano passado. E em 2016, entre os meses de janeiro a maio, nossa participação no segmento de caminhões médios aumentou 7 pontos percentuais, chegando próximo de 30% de market share”, ressalta Leoncini. “Já no segmento de leves, com o Accelo 815 e 1016, crescemos 4 pontos percentuais no mesmo período, superando 31% de market share”.

A Mercedes-Benz oferece mais vantagens aos clientes do segmento VUC, como de qualquer outra atividade. Isso inclui as atrativas alternativas de aquisição de veículos oferecidas pelo Banco Mercedes-Benz e pelo Consórcio Mercedes-Benz. Também ganham evidência outros itens do mais abrangente portfólio de produtos e serviços, como três linhas de peças (genuínas Mercedes-Benz, Alliance e remanufaturadas RENOV), contratos de manutenção e atendimento especializado da Rede de Concessionários, SelecTrucks - loja de veículos usados -, entre outros.

Accelo contribui para a melhoria da mobilidade urbana

Os caminhões Mercedes-Benz da linha Accelo também se destacam no mercado por contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, demanda cada vez mais crescente na cidade de São Paulo, como em quaisquer metrópoles ou cidades de porte grande ou médio, caracterizadas por tráfego intenso e dificuldade de acesso a zonas de restrição.

“Graças à sua elevada capacidade de carga, o Accelo pode substituir até cinco veículos nas operações de transporte”, diz Leoncini. “Ou seja, nosso caminhão faz menos viagens para a mesma quantidade de carga, com maior economia operacional, aumentando a produtividade e a rentabilidade para o cliente. Isso também significa menos veículos nas vias e menor volume de emissões, o que traz melhoria para a qualidade do ar e preserva o meio ambiente”.

Accelo é reconhecido pela durabilidade e reduzido custo operacional

Com peso bruto total - PBT de 8.300 kg, o Accelo 815 oferece até 5.010 kg de carga útil com equipamento. Já o Accelo 1016, com PBT de 9.600 kg, assegura a maior capacidade de carga útil com equipamento da categoria, até 6.280 kg. São cerca de 400 kg a mais que os modelos concorrentes mais próximos.

Com 3º eixo de fábrica, o PBT do Accelo 1316 6x2 chega a 13.000 kg, com até 8.720 kg de carga útil com equipamento. Isso maximiza a capacidade de carga do caminhão, apresentando assim novas soluções para o transporte, como por exemplo: bebidas (6 pallets), gás, líquidos e combustíveis, báscula de 5m³ para materiais de construção, entre outras aplicações.

Os caminhões Accelo são reconhecidos no mercado pela alta qualidade, resistência, durabilidade e reduzido custo operacional. Além do reduzido consumo de combustível e das menores emissões de poluentes, os motores Mercedes-Benz da linha Accelo se destacam pelos maiores intervalos de troca de óleo. No serviço severo, por exemplo, são 45.000 km. Isso reduz os custos operacionais e aumenta a disponibilidade do caminhão, ou seja, mais rentabilidade.

O motor Mercedes-Benz OM 924 LA é muito durável para sua aplicação. Utilizado nos modelos semipesados Atego de 17 toneladas, mostra assim toda sua robustez, resistência e durabilidade, características reconhecidas e apreciadas pelos clientes.  Com 156 cv de potência a 2.200 rpm, o OM 924 LA oferece torque de 580 Nm (Accelo 815) e de 610 Nm (Accelo 1016 e 1316) entre 1.200 a 1.600 rpm.

Facilidade de manobra otimiza a produtividade do motorista

As dimensões compactas e o reduzido círculo de viragem (até 1,7 metros - o menor da categoria) tornam o Accelo um caminhão perfeito para o tráfego intenso das grandes cidades. Ele movimenta-se com extrema facilidade, mesmo em vias estreitas e no interior dos bairros. O elevado torque assegura rapidez nas entregas, mesmo em regiões com ladeiras acentuadas.

A cabina do Accelo oferece um alto nível de conforto aos ocupantes. Prático e funcional, o painel de instrumentos, com computador de bordo e tecla de navegação, traz funções que auxiliam o condutor a operar o veículo de uma forma mais econômica. Caso, por exemplo, da indicação do consumo de combustível instantâneo do veículo, expresso em km/l, que é um item de série.

Sprinter e Vito aumentam as soluções para o transporte urbano

As soluções da Mercedes-Benz para o transporte urbano de carga e de distribuição de mercadorias são ainda mais abrangentes. O amplo portfólio da marca inclui também os veículos comerciais leves Sprinter (PBT de 3.500 a 5.000 kg) e Vito (PBT de 3.050 kg), que sobressaem no mercado pelo alto padrão de qualidade, tecnologia, conforto e segurança, além de agilidade, versatilidade e reduzido custo operacional.

Na consagrada linha Sprinter destacam-se o furgão e o chassi 311 CDI Street, que podem circular livremente nas grandes cidades, por ser classificado como caminhonete, respeitando apenas o rodízio de placas. Os modelos podem ser dirigidos por motoristas com carteira de habilitação da categoria ‘B’. Além disso, a oferta da marca inclui os furgões e chassis 415 CDI e 515 CDI, que contam com versões VUC para maiores capacidades de carga, ampliando notavelmente as opções de escolha para os clientes.

Compacto por fora e grande por dentro, o furgão Vito 111 CDI tem a mesma classificação da Sprinter Street, e tem a permissão para circular livremente em áreas urbanas por motoristas com carteira de habilitação da categoria ‘B’.

Com as diversas alternativas à disposição, o cliente encontra no portfólio da Mercedes-Benz as soluções para todas as suas demandas de transporte no segmento de VUC, independentemente dos locais de operação, tipo de carga, capacidade e flexibilidade de circulação. Os furgões Sprinter têm capacidades que vão de 7,5 a 14 metros cúbicos na versão VUC. No chassi Sprinter, o volume de um baú chegar até 22 metros cúbicos com a nova legislação VUC.

Os veículos comerciais leves da Mercedes-Benz asseguram mais vantagens às empresas e transportadores, com destaque para o conforto de dirigibilidade e manobras para os motoristas. Graças às dimensões acertadas, seja classificado como caminhonete ou como VUC, o Vito e a Sprinter agilizam e otimizam as operações, mesmo em locais estreitos e de difícil acesso, situação comum no carregamento e descarregamento em supermercados, atacadistas e centros de distribuição.